Então, é Natal!

Vamos refletir um pouco sobre o que melhorar em nós!

Olá Pessoal do Oportunaidade! Saudades!

Bem, o Natal vem chegando e mais uma vez aquele sentimento anual de fraternidade e solidariedade nos envolve com seu apelo. É claro que não sou contrário a ele – embora para mim esse viés conote mais uma carência de cada um de nós do que uma virtude propriamente dita. Passamos o ano todo confiscados dentro de nosso humano egoísmo. Não me sinto à vontade para crer que esse educado senso de cristandade seja o que a humanidade sinta, de verdade. Só porque é Natal e a imagem do MENINO JESUS, pobrezinho na manjedoura nos desperta essa percepção.

Contudo, vamos refletir um pouco. Quantas vezes no ano, se é que lembramos, tivemos uma palavra de carinho para um amigo, colega ou até mesmo um vizinho? Soubemos ouvir um filho, adequadamente? A mãe dele e a nossa inquietante consciência? Quando foi que prestamos atenção, verdadeiramente, nos nossos clientes, fornecedores e funcionários?

Será que nossa cortesia pode se orgulhar pelo seu desempenho neste ano que está a findar? Fomos honestos o bastante para nos expôr, sinceramente, diante de nossa consciência e diante de Deus, seja qual for o de cada um? Construímos, à cada dia, nossa jornada com decência? Produtividade e amor ao próximo? E assim por diante… Passemos a limpo nossa caminhada ao longo dos 365 dias em que vivemos nesse planeta.

Todos nós não podemos nos desculpar por não termos vivido da melhor forma possível em 2017. O que dizer para 2018 que vem se aproximando e querendo o melhor de nós? Não devemos esperar que o mundo, nossos vizinhos, nossos familiares e a sociedade melhorem… Sejamos os primeiros a fazer essa mudança! E lembrem-se, a vida corre como água num riacho de serra. Não atrapalhemos  esse trajeto! Bom Natal e um venturoso 2018 a todos. Obrigado.

 

Photo by Gareth Harper on Unsplash

Photo by Aaron Burden on Unsplash

 

 

 

Este é um conteúdo autoral licenciado pela licença Creative Commons

Atribuição-Não Comercial CC BY-NC
Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.

Deixar resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4504