Comemorações de fim de ano e os “amigos próximos”

festas-3-_a-2
Por que reencontrar os amigos só no fim de ano?

Quanta alegria em reencontrar um grupo de amigos, de parentes, de ex-colegas aposentados, etc. em uma festa de fim de ano. Uma pergunta pelo fulano ou fulana que não veio, e a triste resposta: iiih, tá muito mal, ou…, morreu!

      Lamentos, “eu não sabia, por que ninguém me falou?”, “ele(a) era muito legal, eu gostava tanto…”

Muitas vezes, o raro encontro anual! Mil justificativas, várias novidades, muitas fotos, tim-tim de copos, brindes, alguns projetos para mais encontros no próximo ano.

Com a desculpa de que “o ano passou correndo”, justificamos não ter tido tempo para telefonar, mandar um email ou visitar. A TV, o computador, as redes sociais, o celular, tomam todo nosso tempo mas, não conseguem dar um aperto de mão, um abraço, um beijo!

Uma reflexão do Dr. Flavio Gikovate, psiquiatra e psicólogo que muito escreveu sobre os problemas atuais, alerta: (…) No final do ano existe uma forte tendência a fazermos um rigoroso balanço do que conseguimos evoluir. Cria-se uma atmosfera que pede festa, alegria, presentes e gestos de boa vontade (…).”

O olho no olho, o calor humano, o toque na pele, são sensações que necessitam de contato pessoal.  Para proporcionar estas sensações, está surgindo a criação de grupos de “Amigos Próximos”, pessoas que moram próximas se reunirem para eventos menores mas, com maior frequência – mesmo num prédio de apartamentos.

Um lanche, um  jogo de cartas, participar de um evento, de uma excursão, etc., estimula o bom relacionamento e o companheirismo.

O final do ano nos convida a refletir sobre a convivência, que às vezes é negligenciada por conta da correria do dia a dia; mas quando a retomamos – como no período das festas – percebemos quanta falta ela faz!

 

Que tal pensar nisto como uma boa prática para 2017?

Este é um conteúdo autoral licenciado pela licença Creative Commons

Atribuição-Não Comercial CC BY-NC
Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.

Deixar resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3219