Envelhecimento: a questão cognitiva

Olá Pessoal,
Quero convidá-los, hoje, para refletirmos sobre um outro aspecto que tem repercussões por ocasião do envelhecimento: a questão cognitiva.
Vamos focar na questão da memória e de seus transtornos. A memória é a capacidade que temos (ou não) de armazenar informações, de todo e qualquer tipo, e depois evocá-las ou reproduzi-las. Essa é uma função básica dos seres humanos e imprescindível para a sobrevivência dos mesmos, além de possibilitar a adaptação ao meio ambiente.
Existem dois transtornos de memória que se vinculam com a sua perda. São bem comuns e devem ser distinguidos de outros transtornos, como a demência, por exemplo, que não tem tratamento específico e é de evolução progressiva. Essas interrupções na capacidade de lembrar são popularmente denominadas de “distrações próprias da idade”, mas devem ser observadas com atenção. São elas:
1- alterações próprias da idade, que afeta apenas a memória remota (de longo prazo) em que o indivíduo não perde as recordações, mas apenas parte delas;
2-declínio cognitivo relacionado com a idade, que afeta a memória recente (de curto prazo) e, com isso, a capacidade de obter novas lembranças.
Nenhuma das duas manifestações apresenta deterioração das funções superiores e ambas obtêm boa avaliação em testes mentais. Eis alguns conselhos para estimular a memória:
1- trate de realizar com mais atenção às atividades do cotidiano;
2- evite fazer as mesmas coisas, sempre do mesmo jeito (saia da rotina);
3- mantenha ativa a sua curiosidade pelas coisas;
4- procure memorizar o nome de seus amigos e vizinhos e treine isso todos os dias;
5- procure contar histórias de seu passado, mas não exagere;
6- faça exercícios mentais antes de ir para a cama, à noite, recordando como foi o seu dia; onde deixou seus pertences (bolsas, chaves, correspondência…) em algum lugar costumeiro e tire uma foto mental deles;
7- palavras cruzadas e assemelhados são uma boa prática;
8- durma o suficiente e sem preocupações (nada é melhor que uma boa noite de sono);
9- mantenha-se fisicamente ativo;
10- tenha uma boa e equilibrada alimentação;
11- estresse e ansiedade não auxiliam em nada. 
Em caso de aumento da gravidade do caso, PROCURE UM PROFISSIONAL! Um abraço e até a próxima. Obrigado.

Este é um conteúdo autoral licenciado pela licença Creative Commons

Atribuição-Não Comercial CC BY-NC
Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.

Deixar resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4130