O Envelhecimento: para saber e viver

o envelhecimentoTodos sabem que a quantidade de pessoas idosas está aumentando e que NUNCA se vive tanto como nos dias de hoje. Contudo, sempre queremos mais, mais.

O aumento da longevidade da população e a evidente redução da fertilidade fazem o mundo envelhecer mais rápido e inexoravelmente. Alguns estudos sérios e confiáveis afirmam que em 2050 seremos cerca de 2 milhões de pessoas a viver nessa terrinha adorável. E pensar que em 2005 éramos 670 milhões. Mas será que isso será bom? Não trará, como tudo que é bom ou parece, problemas? O aumento da população idosa no Brasil está ocorrendo de forma muito rápida! Em outros países, como em França, passaram-se quase 150 anos para que o número relativo de idosos subisse de 10% para 20%! Nesse tempo, um século e meio, o país enriqueceu e pode melhorar as condições de vida dos seus cidadãos. No Brasil, hoje, há cerca de 26 milhões de idosos (12,5%) da população total. Seremos 29% em 2050, ou seja, 66 milhões. Já temos muitos problemas de saúde, emprego, educação, saneamento e, em breve, teremos de lidar, também, com uma população composta por um grande número de idosos.

As cidades terão de se preparar para esse novo cenário, é o que diz o Dr. Alexandre Kalache, criando políticas de moradia, transporte, participação social, trabalho e educação que tenham em conta o idoso”. 

Ao mesmo tempo, nunca se viu também um avanço tão consistente na compreensão das causas do envelhecimento. Se entrarmos em um dos maiores banco de dados da área da saúde, o Pubmed, com os descritores (palavras-chave) “ageing” ou “aging”, encontraremos cerca de 390 mil artigos (papers) sobre o assunto, publicados de 1925 a 2016. Esse rápido avanço dos idosos, dizem, é resultante do aumento dos telômeros da molécula de DNA. Normalmente, cada vez que o material genético duplica e a célula se divide, os telômeros encolhem(2%). Só uma enzima, a telomerase , é capaz de recuperar o comprimento dos telômeros. Essa fantástica operação científica está em andamento e quase já ao alcance de nós velhinhos!

Enquanto isso não chega, continuemos com a fórmula mágica de todos os tempos: viver com alegria, com interesse na vida, degustando as coisas boas de comer e beber e, sobretudo AMANDO. Para o amor não há dieta. É só amar. Pessoal, grande abraço. Estava com saudades.

Photo by Lotte Meijer on Unsplash

Este é um conteúdo autoral licenciado pela licença Creative Commons

Atribuição-Não Comercial CC BY-NC
Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.

Deixar resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4663