Pesquisa Datafolha mostra a visão da maturidade no Brasil

Pesquisa do Datafolha (publicada em 26/11) retratou a percepção que moços e velhos tem da maturidade.

Embora os mais velhos identifiquem que há preconceito e até atitudes discriminatórias contra eles, esta geração é muito bem avaliada em termos de qualidades morais e atitudinais – mais tolerante à diversidade, mais corajosa, mais honesta – em relação aos menores de 30 anos,  por todas as faixas etárias.

No outro extremo, os mais jovens são considerados mais preguiçosos, ambiciosos, sedutores, mas também os mais criativos.

Chama atenção a diferença salarial entre homens e mulheres na velhice – quase 40% – embora o sexo feminino seja maioria – 56%. Haveria uma relação entre perda de renda e discriminação de gênero na terceira idade? Ou apenas uma coincidência entre aposentadoria e longevidade feminina???

Comentários como os de Luiz Felipe Pondé – filósofo, professor e articulista: “A velhice perdeu parte do seu prestígio pelo avanço tecnológico, pois agora os mais novos ensinam os mais velhos, que são considerados superados pelo desconhecimento e dificuldade com a era digital”;
Marcos Azambuja – embaixador: “é preciso uma justificativa para estar aqui (e não apenas a experiência de vida)”.

Reflexões sobre um novo posicionamento necessário para a geração que avança no calendário.

Saiba mais em:
http://www1.folha.uol.com.br/cotidiano/2017/11/1938235-para-mais-de-90-existe-preconceito-contra-os-idosos-no-brasil.shtml

Deixar resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

4422