Quero ser um(a) consultor(a) – mas eu devo?

quero ser um consultor

CONSULTORIA. Esta tem sido uma hipótese bem recorrente para muitos profissionais atualmente. Ter autonomia.

No modelo atual de negócio das empresas,  encontramos muita abertura para terceiros com boa qualificação, experiência e entendimento de negócios. Faz parte do jogo não inchar o quadro de colaboradores, encontrar alternativas ao invés de brigar por mais head count*.

Conheço bons profissionais, que saíram das empresas que trabalharam por anos e depois voltaram a prestar serviços nas mesmas ou antigas concorrentes. O famoso colaborador que virou PJ.

Ou outros que, ao serem desligados, viram na consultoria uma saída para continuar tendo sua renda necessária. Mas o que penso é que nem todo mundo tem perfil ou conhecimento suficiente para ser um consultor.

Você é do tipo de pessoa que consegue ser organizada ao extremo, ser clara na comunicação, possui postura assertiva e vai direto ao ponto? Ótimo, está no início do caminho. Junte a isso ter um ótimo e valioso network, bom marketing pessoal e saber negociar.

Uma falha que já vi em vários profissionais autônomos, de diversas áreas como arquitetos, especialistas em TI ou designers é não saberem quanto custa seu trabalho, não calculam sua hora ou a infra que é necessária para realizar determinado projeto ou consulta. Acabam ficando no prejuízo.

Já me vi nessa situação tendo que apresentar proposta comercial, e confesso que não foi fácil. Além de tudo isso, minha maior dúvida era saber, ter o feeling, de quanto o cliente estava disposto a investir, ou se o valor cobrado estava no parâmetro do mercado.  Isto é um risco em tempos de crise, pois todos começam a diminuir preço e nem todos tem fôlego (capacidade financeira) para superar marés baixas.

Pessoalmente me vejo ainda como um grande teamplayer. Gosto de trabalhar em equipe, participar de brainstorm. Não saberia participar sem me envolver profundamente no negócio. Mas isso não quer dizer que eu seja uma pessoa que precisa sentir-se segura ou com extrema estabilidade. Desafios, projeções e desejos são diários.

Sorte que temos profissionais de diversos perfis e flexibilidade, que se encaixam nisso e mandam bem, possibilitando às empresas buscarem o sucesso.

Admiro os que conseguem este êxito!

* colaboradores

Este é um conteúdo autoral licenciado pela licença Creative Commons

Atribuição-Não Comercial CC BY-NC
Esta licença permite que outros remixem, adaptem e criem a partir do seu trabalho para fins não comerciais, e embora os novos trabalhos tenham de lhe atribuir o devido crédito e não possam ser usados para fins comerciais, os usuários não têm de licenciar esses trabalhos derivados sob os mesmos termos.

Deixar resposta

*

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

3477